A “leitoa” é reconhecida como Patrimônio Cultural Imaterial de Córrego do Bom Jesus

O pedido de registro para patrimônio cultural foi proposto pelo vereador Welliton Aparecido Nazário, juntamente com o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural. 

 

A “leitoa”, prato típico da gastronomia de Córrego do Bom Jesus foi declarada como Patrimônio Cultural Imaterial, pela Câmara de Vereadores, em parceria com o Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac).

De autoria do vereador Welliton Aparecido Nazário (PR), o projeto de lei N. 19/2017 “Declara como Patrimônio Cultural Imaterial do Município de Córrego do Bom Jesus, a leitoa e dá outras providências”.

A votação do PL aconteceu na última quarta-feira (25), durante a 16ª Reunião Ordinária, no plenário vereador João Ribeiro, sede da Câmara Municipal e contou com a presença da comunidade local, proprietários de bares e restaurantes e membros do Compac. Após a leitura do texto e discussão, o PL que foi aprovado em unanimidade.

Segundo Nazário a cidade sempre foi reconhecida pela sua rica gastronomia local, sendo que diversos restaurantes possuem a leitoa como prato principal. “Trata-se de um dos pratos mais tradicionais da nossa região. Córrego é reconhecida pela sua gastronomia e a leitoa é o carro chefe dessa história. Por estes motivos que eu vi a necessidade de documentar oficialmente esta iguaria tão desejada em nossa cidade”, relata.

O vereador ressalta a tradição da culinária local. “Antigamente, para se receber os romeiros que vinham para festejar e comemorar a novena da festa do Bom Jesus, os mesmos eram recebidos com leitoas assadas, assim que chegavam à cidade” conclui.                 

O presidente do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural e gestor do departamento de Turismo e Cultura, de Córrego do Bom Jesus, Rogério Antônio Rosa que também participou da reunião, relatou a importância de oficializar este prato gastronômico como bem imaterial do município.

“Merece ser reconhecida como patrimônio imaterial por ser tão saborosa e presente em nossas festas e restaurantes. A tradição é transmitida de geração em geração, motivando um sentimento de identidade e continuidade, contribuindo para promover a valorização à culinária local”, acrescentou.

Os proprietários dos restaurantes “Trem Bão” e “Recanto da Leitoa” participaram da reunião. O projeto de lei segue agora para a sanção da prefeita municipal, Eliana de Fátima Alves e Silva.

(Assessoria de Comunicação - Jornalista Pedro Henrique Martins Simões). 

харьков фидердвери ргионыстратегия бинарных опционов 60 секундгусятницы с антипригарным покрытием

NEWSLETTER

Registre-se na nossa newsletter.