Alunos da Escola Estadual fazem visita guiada a Praça Miguel Chiaradia

Esta visita faz parte dos trabalhos do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural de Córrego do Bom Jesus.

 

Os alunos do primeiro e segundo ano do ensino médio da Escola Estadual Professor Maximiano Lambert, acompanhados das professoras Nilta Aparecida Fonseca e Gislaine do Carmo Dias, visitaram na manhã desta sexta-feira (10), a praça Miguel Chiaradia, um bem tombado do município.

Esta visitação faz parte dos trabalhos do Conselho Municipal de Patrimônio Cultural (Compac) de Córrego do Bom Jesus.Esta ação atende às determinações do Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural de Minas Gerais – IEPHA/MG.

Esta visitação tem como objetivo a educação patrimonial e a valorização da história da cidade, levando aos adolescentes questões ligadas ao patrimônio material e imaterial e à necessidade de preservação da riqueza cultural.

Este trabalho foi guiado pelo gestor municipal de Turismo e Cultura, Rogério Antônio Rosa que na oportunidade explicou os trabalhos que estão sendo desenvolvidos pelo Compac. Também acompanhou esta visita o correguense e jornalista Pedro Henrique Martins Simões, que na ocasião falou com alunos a importância do bem tombado e a necessidade de preservá-lo.

Conheça um pouco mais do história da Praça Matriz Miguel Chiaradia.

Praça Senhor Bom Jesus

 O povoado surgiu entre os anos de 1860 e 1865 – com a doação do patrimônio territorial para construção de uma capela. Esta capela devia ser erguida em devoção ao Bom Jesus.

Segundo uma lenda pouco conhecida pela população local falava de uma visão do Senhor Bom Jesus a uma pessoa que teria sido incumbida de erguer tal igreja, porém, não há nada de confirmado.

Em 1865, o Sr. Joaquim Bueno de Morais e sua esposa, Dionísia Bueno de Vasconcelos, fizeram a doação de terrenos de sua propriedade para o patrimônio de uma capela que devia ser construída em homenagem ao Senhor Bom Jesus. Joaquim Bueno tentou levantar sozinho a primeira capela, no terreno que doara para esse fim e do qual era zelador. Não conseguiu, então recorreu ao Padre Caramuru.

Em 1872 foi autorizada à construção e iniciada a obra da Igreja Matriz, que ficava no terreno da atual casa paroquial. Junto à Igreja Matriz foi se desenvolvendo espontaneamente a praça, que mais tarde deteve o nome de Praça Bom Jesus. Esta era configurada em dois espaços. Um em frente à antiga Igreja Matriz, com traçado clássico. Separado por uma via sem pavimentação, existia o espaço da atual Praça Miguel Chiaradia, também em traçado clássico, com jardins baixos com desenho convergente a um ponto central.

Em 1972 é iniciada a obra da nova Igreja Matriz, ocupando parte da praça. Juntamente com a construção da nova Igreja Matriz foi feita uma reforma na praça. A rua que separava os dois largos foi fechada. As ruas que circundam a praça foram rebaixadas e calçadas. Foi feita uma outra configuração de jardins, alterando seu desenho original.

Em 1986, sob a administração do Prefeito José Ribeiro é feita uma nova reforma na praça. Sendo inaugurada em 1987. Nessa reforma foi construído o coreto e a atual configuração da praça. Nessa época ela passou a chamar Praça Miguel Chiaradia.

 

штативы для видеокамерse rendre à sochitourisme sibérieпродажа шин на украине

NEWSLETTER

Registre-se na nossa newsletter.